Onde estão as mulheres - Profª Dita

Poderíamos prontamente responder: em todos os "quatro cantos da terra"...em meio as adversidades, preconceitos e limites que a sociedade ainda lhes impõe...burlando a vigilância, as leis contrárias, em busca dos seus direitos e da justiça, hoje, felizmente ao lado dos homens.

Quando falamos de mulheres, não podemos esquecer daquele dia triste e dramático de 1857, nos Estados Unidos, quando algumas mulheres se indignaram com as injustiças e exploração no trabalho (jornada de 14 a 16 horas), permanecendo na fábrica em greve, reivindicando uma jornada mais leve de pelo menos 10 horas. O dono da fábrica juntamente com a polícia fecharam as portas, atearam fogo na fábrica, matando 129 mulheres.

Portanto o dia 8 de março não é um dia de comemoração, mas uma manifestação de homens e mulheres de hoje pelos direitos iguais e para que haja sempre uma luta justa e digna sem levar em conta a relação de gênero.

Se retrocedermos aos primórdios dos tempos bíblicos, as mulheres de uma certa forma tiveram destaque. Claro que no Antigo Testamento a maioria vivia em função de um homem. Pela tradição, ela pertencia de certa forma ao pai, irmão ou marido, contudo, não podemos observar os fatos apenas por um ângulo.

Analisemos um pouco mais sobre a mulher no livro do Gênesis:

Este livro retrata uma sociedade longínqua, época dos patriarcas. Como foi escrito muitos séculos depois do fato acontecido, são lindas memórias que o povo guardava de seus antepassados, e neles a mulher é uma das peças principais. As famílias eram organizações frágeis ligadas por laços de sangue. O poder passava de pai para filho, comumente para o filho mais velho (primogênito), que herdava o poder de vida ou morte sobre todos do clã.

A mulher dessa época está muito bem descrita em Pr 31,10-31 (a mulher virtuosa); uma perfeita dona de casa. Cabia a ela cuidar da plantação na ausência do marido, ser uma boa negociante, hábil artesã, deveria dormir pouco para estar atenta ao controle da casa, da roça, do trabalho dos empregados. Tecia roupas para todos e ainda para vender. Nunca tinha um dia de folga pois precisava guardar e precaver-se para o futuro. Era portanto admirada...suas virtudes eram elogiadas nos portões da cidade por seu pai, marido e filhos, mas somente enquanto fosse útil e necessária, caso contrário, o patriarca tinha sobre ela o poder de julga-la e condena-la sem dar-lhe nenhum direito de defesa.

Avançando na história

Nos primeiros capítulos do Gênesis, possivelmente escritos depois do Exílio (540 a .C) e por duas tradições diferentes, percebemos como é visto o papel da mulher na sociedade. Eles nos contam da importância do feminino aos olhos de Deus, mais vezes tornando-se igual ou semelhante ao homem e bem poucas numa condição de submissão.

- Deus cria a mulher juntamente com o homem ( 1,27).

- Deus a cria do próprio homem (2,22).

- A mulher torna-se um veículo de mudanças sociais, com poder e força para convencer o homem ((3,6).

- Torna-se a mãe de todos os viventes (3,20).

- Será a mãe, companheira e auxiliar do homem em todos os empreendimentos (2,20).

- Dominará os animais e tudo o que há na terra junto com o homem (1,28b).

- Recebe a terra e tudo o que ela produz em igualdade com o homem (1,29).

- A ela é dada também a bênção, sinônimo de prosperidade, fertilidade e felicidade plena (1,28a).

- Na lei de Israel, a bênção se destinava apenas ao filho homem primogênito (27).

O que podemos deduzir da importância da mulher na Bíblia e principalmente no livro do Gênesis é que desde a criação Deus quer que todos, homens e mulheres caminhem juntos, construam juntos sem um se sobrepor ao outro.

Não podemos usar estes textos que nos parecem a primeira vista contrário a mulher de uma forma negativa, mas entender o contexto de quando foram vividos e escritos. Devemos buscar nas entrelinhas o verdadeiro conteúdo, atitudes e ações das mulheres citadas na Bíblia, elas são exemplos para todas nós hoje, é só buscar e enxergar os pontos positivos, aparar as arestas, nos precavendo para que os erros do passado não se repitam nos dias de hoje.

Como EVA (Gn 3), TAMAR (Gn 38), SARA (Gn 16), AGAR (Gn 21), RAQUEL e LIA (Gn 21), somos mulheres vulneráveis e passivas de situações geralmente bem semelhante as delas, não sabendo muitas vezes onde buscar ajuda e soluções para os nossos problemas...um dos caminhos pode ser a Bíblia. Através dela podemos encontrar formas corretas de agir, que caminho seguir, e até prever os efeitos e conclusões futuras.

É na vivência dessas mulheres e desses homens da Bíblia que abriremos novos caminhos rumo a nossa Terra Prometida, o nosso Paraíso, e desta forma construirmos juntos o Reino de Deus.

Vamos refletir?

- O que é ser mulher hoje?

- Que tipo de vivência e de exemplos podemos aprender dessas mulheres da Bíblia?