Os nomes de Deus - Prof.ª Dita

 

Segundo as civilizações existentes no mundo, Deus é um título dado ao ser superior e Criador do ser humano e de todas as coisas. Em cada povo havia uma busca de Deus de maneiras diversas. A civilização mais próxima  na maneira de pensar, foram os hebreus, povo que no decorrer do tempo adquiriu costumes e valores de outros povos.

 

O judeu sempre foi monoteísta (adora a um só Deus). As palavras usadas por ele para designar Deus foram: EL,  ELOHÁ,  ELOHIM. Juntamente com estas havia um nome pessoal e individual, JAVÉ.

 

EL, é uma palavra conhecida em todas as línguas semíticas.  É um substantivo comum que  designa  um “deus”. Acrescido de um adjetivo significava um louvor maior. Com o adjetivo era usado somente pelos hebreus.

El-Elion = Deus altíssimo. Gn 14,18.

El- Olam = Deus eterno. Gn 21,33.

El-Betel = Deus de Betel (casa de Deus).Gn 31,13.

El- Israel = Deus de Israel.Gn 33,20.

El- Shaday = Deus onipotente, poderoso. Gn 35,11.

Elohim = Deus dos deuses. Forma plural de Deus. O plural para o judeu é a plenitude.

Emanuel = Deus conosco.

 

No tempo de Moisés, século XII a .C (fase mosaica),  havia uma outra maneira de chamar Deus. Todos queriam saber realmente como era o seu nome. Ex 3,13s diz: “Eu sou aquele que sou”. O povo  toma então consciência de que Deus não tem nome, Ele apenas existe; por isso o seu  nome a partir desta época ficou proibido pronunciar-se. Era identificado com quatro consoantes hebraicas YHWH. Este tetragrama  sagrado no grego vem do verbo “ser” “estar” “existir”. É  um nome impronunciável.  Assim o povo o chamava de Shem = nome,  Javé ou Adonay. Em Ex 20,7 diz: “Não pronunciarás o nome (shem)  do Senhor (Javé) teu Deus  (Elohim “.

                              .

Somente  em 900 d. C foram colocadas as vogais para as quatro letras hebraicas (YHWH),  porém já não se pronunciava o nome de Deus. No alfabeto hebraico não existe  a letra “J”, esta é substituída pelo “Y”.

 

Da letra Y” ou “J”, derivam muitos nomes bíblicos:

YOSEF =  José. (Javé acrescenta).

YACOB = Jacó. (Javé protege).

YONATAN = Jonatan, filho do rei Saul. (Javé ofertou).

YOSHUAH = Josué ou Jesus. (Javé é a salvação).

YOSIAH = Josias. (Javé traz a salvação).

YAQUIM = Joaquim. (Javé dá firmeza).

  

Na fase messiânica, século VIII a VI a . C (tempo dos profetas), Jeremias profetisa que o Messias será chamado: Javé a nossa justiça. Jr 23,6.

 

Assim percebemos que a diferença entre  os nomes de Deus  e os  títulos a Deus,  estão em que, os primeiros usam as palavras ELOHIM  e o segundo JAVÉ. Para o povo hebreu só existia os tempos, PRESENTE E FUTURO. O passado era explicado como um presente inacabado. Segundo os escritos bíblicos da época, o nome revelava a pessoa no seu todo, por esta razão não se podia manipular o nome de DEUS.

 

Deuses pagãos

 

Baal = Senhor, dono, rei, deus. Este era o título do deus dos pagãos (Cf Is 1,24; 3,31).

 

A serpente.  Um deus muito forte e poderoso. No A .T, existem nove palavras para designa-la. A mais comum é nahás e  noestã. Em certas ocasiões a serpente era considerada:

- O símbolo da vida,  sabedoria e cura. Nm 21,4-9. Jo 3,14.

- O mais astuta e sagaz de todos os animais. Gn 3,1.

- Seria  dominada um dia por uma mulher, que a pisaria. Gn 3,14s e  Ap 12,1ss.

- Foi venerada no templo de Salomão, mas destruída pelo rei Ezequias. 2Rs 18,1-4.

 

Marduck,  era o deus titular da Babilônia. Era o controlador das chuvas e das enchentes. (Provavelmente a narrativa do dilúvio  tenha uma crítica a este deus).

Moloc - Deus cananeu. Exigia crianças como sacrifício(queimava-as vivas). 2Rs 16,3; Lv 18,21; 20,2-5. O certo é que em todos os tempos cada civilização buscou Deus à sua maneira. Onde  Ele está?

 

Passei tanto tempo Te procurando, não sabia onde estavas.

Olhava para o infinito, não Te via, e pensava comigo mesmo:

Será que Tu existes?

Não me contentava na busca e prosseguia.

Tentava Te encontrar nas religiões e nos templos.

Tu também lá não estavas.

Busquei-te através dos sacerdotes e pastores,

Também não te encontrei.

Senti-me só, vazio, desesperado e descri.

E na descrença te ofendi, e na ofensa tropecei.

E no tropeço caí. E na queda me senti fraco.

Fraco, procurei socorro. No socorro encontrei amigos.

Nos amigos encontrei carinho.

No carinho eu vi nascer o amor.

Com amor eu vi um mundo novo.

E   no  mundo novo resolvi viver.

O que recebi, resolvi doar. Doando alguma coisa, muito recebi.

E, em recebendo, senti-me feliz. E ao ser feliz, encontrei a paz!

E tendo a paz foi que enxerguei que: dentro de mim é que Tu estavas,

E sem procurar-Te foi que Te encontrei.

 

(autor desconhecido)