Profetas, rituais e o Templo - Profª. Dita.

Na Bíblia existem dezenas de pessoas, no Antigo e Novo Testamentos, que foram consideradas profetas e profetizas. O nome recebido por uma criança ao nascer, na tradição judaica era por demais significativo. Ele dizia o motivo do nascimento, o significado da missão, a graça recebida, etc. Conheçamos a etmologia (origem da palavra) do nome de alguns profetas:

1- Isaias => (hebraico) Javé é salvação. (sul) sec. VIII a .C. 

2- Jeremias => (hebraico). Javé exalta, Javé é sublime. (sul), sec. VII a .C. 

3- Ezequiel => (hebraico) Deus dê força. (sul). Sec. VI a .C. 

4- Daniel => (hebraico). Deus é meu juiz. (sul). Séc.VI a .C. ( o livro foi escrito      no século II a .C). 

5- Oséias => (hebraico). Abreviatura de Yhoshua (Jesus) - Javé salva. (norte).     Sec. VIII a .C. 

6- Joel => (hebraico) Javé é Deus. (sul). Sec VIII a .C. 

7- Amós => (heb) abreviatura de Amasias, Javé é forte. (sul). Sec. VIII a .C. 

8- Abdias => (heb) Servo de Javé. (Sul). Sec VI a .C. 

9- Jonas => (heb) Pomba. (sul). Sec.VIII a .C.(o livro foi escrito no século V a.C). 

10- Miquéias => (heb).Quem é como Javé? (sul). Sec. VIII a .c. 

11- Naum => (heb). Javé consola. (sul). Sec VII a .C. 

12- Habacuc => (árabe). Hortelã. (sul). Sec. VI a .C. 

13- Sofonias => (heb) Javé guarda. (sul) sec. VII a .C. 

14- Ageu. (heb). O festivo. (sul) Sec. VI a .C. 

15- Zacarias => (heb). Javé lembra-se. (sul). Sec Vi a .C. 

16- Malaquias => (heb) Meu mensageiro. (sul) sec V a .C. 

17- Baruc => (heb) Javé seja bendito. (sul) sec VII a .C.(o livro foi escrito no           século II a .C). 

18- Elias =>(heb) Javé é Deus (o mesmo que Joel). (sul) Sec.IX a C. 

19- Eliseu => (heb). Deus ajudou. (foi o sucessor de Elias) (sul) Século IX a .C.

 20- Natan => (heb).Javé deu. (sul) Sec. X a . C. 

21- Aías => (heb). Javé é meu irmão. (norte) sec X a .C. 

22- Samuel => (heb). Sentido certo. (sul) Sec X a .C. 

23- Moisés => (egípcio) Dar a luz ou, tirado das águas. Talvez tenha vivido  no  século XIII a .C. 1220 a .C. 

24- Débora => (heb) Abelha. (sul) Sec XII a .C.( sua parte no livro dos juizes foi  escrito provavelmente no século VIII a .C. 

25- Ana => (heb) misericórdia. (sul). Viveu no tempo em que Jesus nasceu. 

26- João Batista => (heb) Vem de Yohanan, Javé é propício. Batista vem do           grego, aquele que batiza.

"MOVIMENTOS PROFÉTICOS" O TEMPLO E OS PROFETAS

Ainda hoje três religiões habitam Jerusalém. Esta cidade foi e continua sendo o "Centro do mundo religioso". Lá convivem: 

a) Os Muçulmanos => guardam como dia sagrado a 6ª feira. 

b) Os Judeus => guardam como dia sagrado o Sábado. 

c) Os Cristãos => guardam como dia sagrado o Domingo.

Percebe-se que o trabalhador do comércio de lá deve sentir-se um pouco confuso no seu dia de descanso, mas, todos procuram adaptar-se às tradições e costumes do lugar e ao turista religioso o qual traz a maior renda ao País.

O templo tem uma grande influência sobre todo o povo que visita ou mora em Israel. Para os judeus o templo ainda é parte de sua religião mesmo existindo apenas simbolicamente. É um longo caminho de 3.000 anos atrás até hoje.

Desde a sua primeira construção pelo rei Salomão no século X a .C, até o tempo de Jesus, o Templo era dividido em ÁTRIOS (pátios) da seguinte forma: 

No primeiro pátio havia um gigantesco altar dos sacrifícios e holocaustos e onde somente os sacerdotes entravam. As mulheres, homens comuns e estrangeiros, ficavam nos pátios restantes. Havia muitos mistérios envolvendo os rituais do Templo, principalmente o local do Santo dos Santos. Acreditava-se que lá residia o Espírito de Deus mesmo não mais existindo a arca da aliança. Só o Sumo sacerdote tinha acesso ao seu interior e apenas uma vez por ano, no dia do Yom Kipur ( dia do perdão), o dia mais sagrado do ano para os judeus. Segundo a sua crença, qualquer pessoa  que entrasse no Santo dos Santos, exceto o sumo Sacerdote, morreria. Lá ele rezava pelo perdão dos pecados de todo o povo, cometido naquele ano.

O sacerdote ao adentrar no recinto, não tinha mais nenhuma comunicação com o mundo exterior, por isso o Sumo sacerdote levava consigo uma corda de lã vermelha, a qual chegando lá a atava no Santo dos Santos. Levava também uma corda de lã vermelha na cintura, era sua segurança de saída caso morresse . Seu coração deveria estar puro e sua consciência limpa, do contrário ele morreria.

Com a fumaça e o cheiro do incenso, o Sumo sacerdote pronunciava o nome de Deus( que só ele sabia), o qual tinha 72 letras, revelado a Moisés no Monte Sinai. Ao pronunciar o nome de Deus uma grande força surgia, pois todos sabiam que Deus age pela palavra. Deus criou o mundo, o ser humano e todas as coisas com a sua palavra. (Gn 1).

Passada algumas horas, os homens de fora puxavam a corda... será que Deus os havia perdoado? O sinal era que a corda ficava branca. Se por acaso Deus não o tivesse ouvido, a corda continuaria vermelha e o sacerdote estava morto. A corda era o único meio de trazer o seu corpo para fora.

" OS TEMPLOS"

O primeiro Templo foi construído por Salomão no ano 1000 a .C.(1Rs 6). Era dividido em três câmaras: ¨(1º pórtico), (2º Átrio principal), (3º Santo dos Santos)".

Em todos os Templos construídos, o único objetivo era guardar com segurança a arca,(áron) o bem mais precioso do povo judeu. Ela foi construída lá no deserto com as medidas dadas por Deus. Ex 25,10ss; Dt 10,1-5. As pessoas não podiam toca-la ou aproximar-se dela. Por que? Não se sabia, era um mistério...era por fora e por dentro revestida de ouro, com uma grinalda de ouro ao redor. Dos dois lados havia argolas, nas quais se podiam enfiar barras de acácia.

Sobre a tampa da arca havia dois querubins (era um deus da Mesopotâmia intercessor junto a outros deuses). Dizia-se que muitos viam fogo, e luz circulando em volta deles. Como a arca era o poder maior do povo, foi usado a mesma simbologia na guarda do jardim do Éden. Lemos lá no Gn 3,24 que são também os querubins que guardaram o paraíso, local de vida eterna. 

Na época de Moisés, como ainda não havia Templo, fizeram uma tenda a qual chamaram de Tabernáculo. Nela eram guardados: 

1. O cajado (a vara) de Moisés. 

2. As duas tábuas da Lei (os mandamentos). Ex 40,20 ; 1Rs 8,9. 

3. Um jarro com maná. Hb 9,4. 

4. cajado de Aarão. Nm 17,10.

RITUAIS DO DESERTO

É nesta época que o holocausto torna-se sacrifício. Parte do animal é aproveitado como alimento. É também neste tempo que a presença dos profetas é constante, criticando os sacrifícios que não levavam a nada:

" diz o Senhor: que me importa a abundância dos vossos sacrifícios e dos vossos holocaustos de carneiros e de gordura de animais cevados. Do sangue de touros, de cordeiros e de bodes, isto eu não me agrado... deixai de fazer o mal e façais o bem... Is 1,10-17.

Já havia no profeta Isaias a idéia de que quando o Messias chegasse o mundo seria redimido, não havendo mais necessidade de sacrifícios ou holocaustos. Ele seria em forma de pão e ação de graças. Será que ele está falando de Jesus? 700 Anos antes do seu nascimento? Dizia Jesus:  Eu sou o pão vivo que desceu do céu...Jo 6,51.  -  Eu sou o pão da vida...Jo 6,35.  Disse João Batista: Ele é o cordeiro que tira o pecado do mundo...Jo 1,29.

Um outro ritual do deserto era o uso do Efod, peça da roupagem sacerdotal. Compunha-se de uma placa quadrada de ouro (usada somente pelo sumo sacerdote). Nela havia 12 pedras semi-preciosas de cores diferentes, representando as 12 tribos de Israel. Em cada pedra havia letras hebraicas que quando colocadas ordenadamente significavam o nome de Deus ou respostas em forma de oráculo. Acreditava-se que estas pedras prediziam o futuro. Com toda esta mística, a Arca, os pertences de Moisés e Aarão chegam à terra santa.

O BERÇO DO MUNDO.

Era mais ou menos o ano de 1.140 a .C. O povo chega à Terra Prometida. Devido ao seu poder letal, a Arca por segurança é levada para a cidade de Siló, onde permanece por 200 anos. Só no tempo de Davi ela é resgatada e levada à Jerusalém. O rei faz planos de construir um Templo no monte Moriah para abrigar com segurança a Arca (2crôn 3,1). Este foi o local segundo a Bíblia, onde supostamente se daria o sacrifício de Isaac (Gn 22), e onde Jacó sonhou com Deus (Gn28,10ss),e também onde é trocado o seu nome de Jacó para Israel (Gn32,28ss).

Na tradição islâmica, foi no Monte Moriah que Maomé subiu aos céus. Este monte era conhecido como "a pedra fundamental de Jerusalém". Supõe-se que o local seja onde hoje se encontra a cúpula da Mesquita de Omar, construída em 1300 d.C. Mas, por que esta pedra é tão importante? É sagrada e venerada?

Acreditava-se , na era medieval que Jerusalém era o centro do mundo, por ter sido escolhida por Deus. Construir definitivamente o Templo coube ao rei Salomão, por ordem de Deus ao seu pai Davi. 1Rs6,5. Foi uma tarefa muito difícil que durou muitos anos. Para isso Salomão contou com a ajuda de outros reinos. Era o ano de 967 a .C. O rei Hirão (dos fenícios), possuía técnicas de projeto de construção. Cedeu 10 mil homens como operários para cortarem madeira da florestas do Líbano. Foram necessário sete anos para isso.  Salomão também recrutou 80 mil homens como pedreiros e artesãos (sistema corvéia).  Para pagar o projeto da construção do Templo, a nação foi dividida em 12 distritos os quais além de trabalharem de graça pagavam pesados impostos. As 10 tribos do Norte se revoltaram, decidindo não pagarem e nem trabalharem para o rei, pois não iam usufruir quase nada do Templo, pela distância em que viviam de Jerusalém. Assim foi que as tribos do Norte se separaram das do sul. Ficaram dez no norte e duas no sul.  O País só foi oficialmente dividido mais ou menos no ano 933 a .C, com a morte de Salomão.

AS TRIBOS DO NORTE

Sem o Templo, as tribos do norte, chamadas de Israel, abraçaram com facilidade o paganismo, a idolatria e adoração a outros deuses. Mais ou menos em 722 a .C Israel foi invadido pelos assírios. Grande parte do povo foi exilado para a Assíria e muitos morreram. Terminava aqui o reino do norte.

O povo do sul mesmo tendo o Templo, muitos se desviaram para outros deuses. Ritos e tradições se perderam. É quando novamente surgem a voz de outros profetas. Veja o que diz Isaias e Jeremias sobre o Templo. Is 56,7s e Jr 7,1-11. Confira também o que Jesus diz em Mateus, repetindo as palavras dos profetas.Mt 21,12s.

Poucos ouviram a voz dos profetas e em 596 e 586 a .C. todo o povo judeu (sul) é exilado para a Babilônia. A cidade e o Templo foram incendiados e destruídos. Isto se deu no dia 09 de Abib (agosto).

A VOLTA DO EXÍLIO...

ONDE DEUS ESTÁ? Enquanto o povo sofria na Babilônia, sonhava, rezava e esperava alguém que os tirasse de lá. A Pérsia resolve invadir a Babilônia e toma-la sob seu domínio e para esta batalha envia o rei Ciro. Depois de ganha a guerra e dominar os babilônios, Ciro resolve conquistar mais terras. Liberta o povo de Israel, recupera todos o tesouro do Templo e volta com o povo à Jerusalém.

Ciro ajuda o povo a reconstruir o seu Templo e expulsar os sírios, naquela época os donos da Palestina. O rei dos sírios Antíoco IV, obriga os judeus a adorarem seus deuses e até introduzi-los no Templo. Os judeus não se amedrontaram e não cumpriram a ordem do rei. Assim, ele manda seus soldados invadirem o Templo destruindo-o. Os judeus reagem e os expulsam de lá, mas já tinham destruído quase todas as dependências do Templo. Eles entram e descobrem intacto apenas um candelabro e um jarro com um pouco de óleo que daria para acende-lo por um dia. O sacerdote invoca a proteção de Deus, e o óleo que era apenas para um dia acende o candelabro por 8 dias. Este acontecimento foi interpretado como um milagre de Deus. Daí se originou o HANUKAH, ou, a festa das luzes. Esta festa é celebrada desde o ano 167 a .C. Usa-se um candelabro de 9 braços.

TEMPO DE JESUS.

O período mais polêmico entre os profetas se deu no tempo de Jesus, quando a Palestina era do domínio romano. Herodes Agripa (o grande), de origem judaica, ocupa o trono no tempo do nascimento de Jesus (6 a .C). Ele sobe ao trono no ano 40 a .C e morre no ano 4 a .C. conhece as profecias sobre o Messias e querendo impressionar o povo judeu empreende um fabuloso projeto da reconstrução do Templo, no mesmo lugar do antigo construído por Salomão e pelos exilados da Babilônia.

Os trabalhadores iniciaram a obra da reconstrução do Templo entre os anos 24 e 20 a .C. 10 mil homens trabalharam. Um problema surgiu: como reconstruir o Santo dos Santos, se ninguém podia entrar lá? Herodes treinou como pedreiro e carpinteiro 1000 sacerdotes. Depois de concluído, o Templo servia ao Deus dos hebreus, mas também a outros deuses pagãos e até o culto ao Imperador. O templo passou a ser um covil de ladrões, comerciantes, câmbio de moedas e vendedores de animais. É desta maneira que Jesus o encontra, e irritado expulsa todos que profanavam o lugar de oração. Mt 21,12.

A esta altura dos acontecimentos, a comunidade judaica a cada dia se desestruturava, levando a uma rebelião contra os romanos e contra os próprios irmãos judeus que pertenciam a facções diferentes.

No ano 66 a 70 d .C, O Templo novamente é destruído, desta vez pelos romanos. Dá-se aqui a 3ª destruição do Templo: 1ª- 586 a .C 2ª - 167 a .C 3ª - 70 d.C

Misteriosamente acontece no mesmo dia e mês da primeira destruição 09 de Abib(agosto). Hoje resta apenas uma parte do muro do Templo de Herodes, onde os judeus rezam pela redenção do povo. Mas, a busca pela Arca da Aliança continua. A carta aos hebreus nos capítulos 4-9 nos coloca com muita clareza o que é a Arca e o que Jesus tem a ver com ela.

Concluindo podemos afirmar que: O motivo da reconstrução de todos os templos (Salomão, Ciro, Herodes) ,foi para abrigar e proteger a Arca, é por esta razão que o judeu não se cansa de procura-la até hoje, mas continua sendo um grande mistério. Algumas teorias são colocadas:

¨ Um rei israelita chamado Manassés 12º rei de Judá.(693-639 a .C).2Rs 21,1-17. Foi um rei ruim e desobediente a Deus. Sacrificou seu próprio filho a Moloc. Favoreceu os cultos a baal. Jr 7,8 ; 8,2 ; 44,17. Por esta razão os babilônios invadem Jerusalém e a Arca desaparece...

¨ Segundo o historiador Graham Hancock diz que: provavelmente pelo ano 650 a .C(no reinado de Manassés) no Egito, na ilha de Elefantina, um Templo judaico foi construído. Supõe-se que alguém tenha levado a Arca para lá para protege-la. Dados históricos afirmam que realmente houve este Templo e muitos cultos foram celebrados por pelo menos 200 anos. Assim, em 410 a .C este Templo foi destruído

¨ Outra teoria é que a Arca foi levada de Elefantina para a cidade de Acsum (hoje Etiópia), e que até hoje está muito bem guardada numa sinagoga de lá. Existe até neste lugar homens com títulos de guardiões da Arca.

¨ Mais uma teoria é que: Por ocasião da invasão dos babilônios em 586 a .C, antes de destruírem o Templo, o profeta Jeremias retira a Arca do Santo dos Santos a esconde numa gruta no Monte Nebo, tapando a entrada. 2Mac 2,4-8.Ela só vai aparecer no dia em as pessoas sejam digna de encontra-la.

¨ A última teoria diz: A Arca está no Templo celestial de Deus. Apc. 11,19. O certo é que até hoje o povo judeu sonha com a reconstrução do Templo e a volta da Arca. Já se passaram 3000 anos e até hoje a busca continua...

///////////

Comentários sobre este estudo podem ser enviados para dita.teologia@canbras.net